Aplicativo mapeia restaurantes, feiras e lojas de produtos orgânicos e justos em todo o Brasil

Mais completo mapeamento já feito do setor, aplicativo reúne bases de dados
com iniciativas de consumo responsável em todo território nacional

Será lançado no Brasil, no dia 13 de outubro, o Responsa, um aplicativo que reúne em um só mapa restaurantes (que usam ingredientes orgânicos), feiras (de produtos justos, orgânicos e veganos), hortas comunitárias, grupos de consumo responsável e outras experiências de agroecologia e economia solidária.

Criado e desenvolvido em parceria entre o Instituto Kairós e a Cooperativa EITA, o Responsa é totalmente gratuito e permite que consumidores e produtores possam encontrar produtos, serviços e experiências educativas pelo GPS, marcar encontros e indicar novos pontos que ainda não estejam mapeados.

“Queremos que qualquer pessoa possa encontrar, perto de sua casa, escritório, ou até durante uma viagem, um restaurante que utilize ingredientes orgânicos, uma feira ou uma loja na qual possa encontrar produtos agroecológicos”, explica Juliana Gonçalves, coordenadora de projetos do Instituto Kairós. “A ideia é estimular a comercialização de produtos da economia solidária e da agricultura familiar, aproximando produtores e consumidores através de relações que podem ser mais curtas, transparentes e sustentáveis”.

Com interface amigável, disponível para celulares Android, o Responsa funciona em todo o Brasil e permite filtro por tipo de local (restaurante, feira, etc) ou município, e unifica um extenso banco de dados que inclui, já no seu lançamento, mais de 3.000 iniciativas ligadas ao consumo responsável em todo o país. Com o GPS ligado, o aplicativo ainda alerta ao usuário sobre iniciativas de consumo responsável mais próximas de onde ele estiver. “Este é o resultado do trabalho intenso de mais de um ano em que aliamos o melhor das tecnologias digitais e design com o refinamento e cruzamento de dados de diferentes fontes, para oferecer uma experiência completa ao usuário”, afirma Daniel Tygel, integrante da EITA, cooperativa responsável pelo desenvolvimento do Responsa. “Para garantir que o aplicativo realmente respondesse aos objetivos propostos, dialogamos bastante e contamos com o apoio de várias organizações do setor, tais como o IDEC (Instituto de Defesa do Consumidor), a ANA (Articulação Nacional de Agroecologia), o FBES (Fórum Brasileiro de Economia Solidária) e o FBSSAN (Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional)”, complementa.

As iniciativas mapeadas pelo Responsa são:

●     Feiras orgânicas e da agricultura familiar
●     Lojas e feiras da economia solidária e do comércio justo
●     Grupos de produtores da economia solidária
●     Grupos de consumo responsável
●     Experiências de educação alimentar e nutricional
●     Experiências e pesquisas em agroecologia
●     Hortas comunitárias
●     Restaurantes que utilizam ingredientes orgânicos em seus cardápios
      (inicialmente apenas na cidade de São Paulo)

O Responsa possui ainda um espaço em que as pessoas podem facilmente compartilhar, com outros usuários do aplicativo, suas dúvidas e dicas sobre como consumir de maneira responsável. Nele, é possível trocar receitas para limpeza ecológica, formas de cozinhar com menos desperdício, dicas para economizar água ao fazer faxina ou para substituir refrigerante por sucos naturais para os filhos, entre outras possibilidades.

Portal do consumo responsável
A chegada do Responsa acompanha ainda o lançamento do Portal do Consumo Responsável, outra iniciativa do Instituto Kairós e da Cooperativa EITA, também com a contribuição de organizações e movimentos de economia solidária, comércio justo e agroecologia.

www.consumoresponsavel.org.br

Inédita no país, a proposta é reunir em um mesmo endereço eletrônico informações que permitam aos cidadãos conhecer e compreender as relações de produção e consumo e intervir em seu bairro, trabalho, escola ou município. No portal, será possível acessar três canais: mapa, notícias e biblioteca.

“Nossa ideia é que o portal possa servir como um polo de conteúdo relacionado ao consumo responsável com notícias, materiais educativos, além do mapa que deu origem ao Responsa, convidando os cidadãos a refletirem e se envolverem na prática com essa temática”, detalha Juliana.

O Portal e o aplicativo Responsa foram desenvolvidos principalmente com recursos da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho (SENAES/MTE), por meio de um projeto nacional do Instituto Kairós que fomenta a articulação entre produtores e consumidores responsáveis.

Consumo responsável
O Portal do Consumo Responsável e o aplicativo Responsa têm também o objetivo de estimular a prática e a discussão sobre o consumo responsável, propondo que as pessoas conheçam mais a respeito da origem e produção dos alimentos que consomem no seu dia-a-dia.

“O modo como consumimos financia toda uma cadeia de produção, distribuição, comercialização e consumo dos produtos, e cada vez mais as pessoas estão buscando alternativas ao modelo convencional. Só que elas acabam tendo dificuldades para conciliar este novo modo de consumir com o cotidiano corrido das cidades, pois é difícil encontrar informações sobre o que estamos comprando. O Responsa torna muito fácil ir direto a essas iniciativas que contribuem para uma vida e uma sociedade mais justas e sustentáveis. É por isso que dizemos que o uso do Responsa e do portal nos ajudam a dar passos rumo ao bem viver individual e coletivo”, explica Juliana.

+2 Arquitetura cria espaço descolado para Fresh Bowl Salads, restaurante recém inaugurado em Florianópolis

Criar um espaço contemporâneo com linhas e texturas simples visando destacar o produto principal: a salada. Desta forma, delineou-se o projeto arquitetônico do restaurante Fresh Bowl Salads, localizado em Florianópolis (SC), projeto dos arquitetos Luciana Decker e André Manara, do escritório +2 Arquitetura e Gestão de Obras.

Muitas mudanças foram efetuadas no imóvel antigo que se encontrava bastante danificado. Trocas de telhado e esquadrias, reforma de todas as instalações elétricas e hidro sanitárias. O reforço estrutural executado permitiu trazer maior segurança aos usuários e valorizar a estrutura metálica através de pintura em cinza escuro.

“Para imprimir um ar urbano, adotamos a textura de concreto, tanto no piso com porcelanato quanto na parede” explica Manara. “Esta textura é fundo para a aplicação das cores presentes na padronagem da identidade visual e na comunicação visual criada pela empresa Ghana, que traz elementos gráficos dinâmicos traduzindo a energia e diversidade do local” conclui Manara.

“A escolha do mobiliário foi pautada para atender aos princípios de conforto e estética. Para a marcenaria optamos apenas por um tipo de MDF que aparece nos tampos das mesas e armários” ressalta Luciana Decker. Os pés das mesas foram executados em perfis de aço pintado em pintura epóxi cor grafite.

Destaque para as cadeiras Gruvyer, vazadas e coloridas em polipropileno (Studio Up on – Itália) e a renomada banqueta Bertoia (aço pintado em pintura epóxi) dando graça, leveza e jovialidade ao ambiente do restaurante.

Por estar posicionado numa esquina, o layout permitiu a criação de diversos espaços de convívio num único ambiente. Na fachada para a Avenida Beira-mar Norte adotou-se uma bancada para cumprir um espaço de refeição rápida voltada para o entardecer. Para a fachada lateral foi adotada a formatação de 5 mesas de 4 lugares.

No centro do restaurante, visando a integração em os públicos diversos, foi desenhado uma mesa comunitária de 14 lugares além de um grande banco de MDF juntamente com mesas com tampos duplos e individuais.
A vedete do espaço fica a cargo da arquibancada localizada no fundo do ambiente visando reforçar o conceito descontraído e jovem.

O projeto luminotécnico valorizou cada espaço. A escolha por Led em toda a iluminação reforça o olhar diferenciado e a atenção à questão da sustentabilidade. Grandes janelas aproveitam a luz solar criando um clima agradável. Acima da mesa comunitária e das mesas laterais luminárias com ambientação industrial dando dão um ar mais despojado.

Quadro de áreas
133m2 no salão principal
55m2 nos bastidores e cozinha industrial
25m2 mezanino administrativo
50 lugares + arquibancada (aproximadamente 8 pessoas)

São Paulo ganha novo food truck, Veggies na Praça, especializado em comida vegetariana

A partir de hoje será possível encontrar o caminhão pelas ruas da cidade.

Sexta-feira, a partir das 12h, Agatha Faria e Rogério Paes inauguram o mais novo food truck da cidade, o Veggies na Praça, que apresenta um cardápio exclusivo de comida vegetariana, além de utilizar ao máximo alimentos orgânicos de produtores locais e ingredientes da estação. A estreia do food truck será na Rua Estados Unidos, 2174, no estacionamento da antiga loja Coletivo Amor de Madre, nos Jardins.

Recém-saídos de trabalhos corporativos e gastronômicos, a até então executiva de comunicação, Agatha Faria, e seu marido chef de cozinha, Rogério Paes, resolveram unir forças e montar um restaurante de comida vegetariana. O imóvel era fixo, localizado em frente à Praça Buenos Aires, onde por quase dois anos levou o melhor da culinária vegetariana à região. Ele onívoro (aquele que come de tudo) inegável, ela vegetariana desde que nasceu. Talvez seja essa uma das principais razões porque o Veggies na Praça sempre executou pratos saudáveis e naturais sem deixar o sabor de lado.

O casal que sempre acreditou em novas ideias e mobilidade, resolveu transformar o restaurante em Food Truck para levar boa comida para todas as outras praças de São Paulo.

No cardápio, as opções variam de semana a semana. As receitas do Veggies na Praça , já antigos sucessos do restaurante ganharam uma releitura de comida de rua, como saladas no pote (R$ 12), hambúrguers “veggies”(R$20), moqueca de legumes e farofa com castanhas (R$20), strogonoff de cogumelos (R$20) risoto crocante com molho de queijo gruyère (R$20) e pastéis de queijo, tomate e orégano ou de carne de soja com azeitonas (R$5) fazem sucesso por onde passam. Os sucos, todos 100% in natura, completam o menu. A cozinha do Veggies trabalha com até 95% menos de gordura quando comparada com outras cozinhas tradicionais e fritura de imersão é proibida na cozinha. E para completar, ainda é possível que alguns pratos sejam adaptados para os veganos.

Na estrutura do caminhão, sustentabilidade é a palavra que descreve o projeto. Na sua fachada já é possível encontrar os ícones que abraçam as ideias do Veggies, como por exemplo, o incentivo ao uso de transportes alternativos pela cidade. Além disso, possui painel solar no teto que capta energia e abastece as lâmpadas internas de LED, e que também é usada em uma torre disponível para os clientes carregaram seus celulares e gadgets. Para completar, todas as embalagens são 100% recicláveis e os copos e potes são biodegradáveis, ou seja, se decompõem na natureza em um tempo menor a fim de amenizar os impactos no planeta.

Após a inauguração, o Veggies na Praça food truck já possui datas fechadas para as próximas semanas:

– 27/03 Rua Estados Unidos, 2174 – Loja Coletivo Amor de Madre

– 28/03 Rua Prof. Tulio Ascarelli, 252 – Alto de Pinheiros

– 29/03 Rua Alagoas, 584 – Higienópolis

– 01/04 Rua Estados Unidos, 2174 – Loja Coletivo Amor de Madre

– 02/04 Rua Estados Unidos, 2174 – Loja Coletivo Amor de Madre

– 03/04 Rua Estados Unidos, 2174 – Loja Coletivo Amor de Madre

– 04/04 Rua Estados Unidos, 2205 – Galeria Emma Thomas

– 05/04 – Rua Alagoas, 584 – Higienópolis

Agência Lema

“De Peito Aberto” inicia Outubro Rosa com palestra sobre o câncer de mama

No dia 1º de outubro, para iniciar as ações do Outubro Rosa, campanha internacional de conscientização da importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, o projeto “De Peito Aberto – a autoestima da mulher com câncer de mama, uma abordagem humanista” promove palestra com a participação de pacientes, médicos, profissionais de saúde, especialista em seguro para a mulher e a população em geral, para levar informações sobre o câncer de mama e assim ajudar a quebrar mitos e paradigmas que envolvem a doença.

A palestra acontece no Osasco Plaza Shopping, no dia 1º de outubro, às 19h, local que abriga exposição fotográfica do mesmo projeto, que retrata a doença sob uma perspectiva mais humana e sensível.

O Projeto “De Peito Aberto” tem como meta estimular uma nova conduta em relação ao enfrentamento do câncer de mama e oferecer informação de qualidade sobre a doença, transformando o desafio em oportunidade.

As exposições e palestras (De Peito Aberto) vêm agora para as principais cidades da Grande São Paulo, e começa por Osasco, nos meses de setembro e outubro, com apoio da Prefeitura, diversas ONGs, do Osasco Plaza Shopping e patrocínio da Allergan e Dudalina, por meio do PROAC.
 

Serviço:
Exposição fotográfica “De Peito Aberto – a autoestima da mulher com câncer de mama, uma abordagem humanista”

Data: 18/9 a 12/10
Local: Osasco Plaza Shopping (rua Ten. Avelar Pires de Azevedo, 81, Centro – Osasco)
Tel.: (11) 2117-2777
Horários: segunda a sábado, das 10h às 22h / domingos e feriados, das 11h às 22h
Palestra Interativa “De Peito Aberto”: 1º Outubro, às 19h

Entrada Franca
Classificação: livre
Acesso para pessoas com necessidades especiais

Contatos:
contato@depeitoaberto.inf.br
Tel.:(11) 5523-8898

“De Peito Aberto” nas redes sociais:
Site: http://www.depeitoaberto.inf.br
Facebook: http://www.facebook.com/campanhadepeitoaberto
Blog: http://campanhadepeitoaberto.blogspot.com.br
YouTube: http://www.youtube.com/user/DePeitoAbertocancer

 

Chácara Itaí cria sugestão de massa sem glúten

O restaurante Chácara Itaí acaba de lançar uma sugestão saudável de massa sem glúten bem saborosa. O chef elaborou um delicioso penne – massa feita com farinha de arroz – que vem reforçado com tomate cereja, abobrinha, rúcula e semente de girassol.

A opção funciona diariamente no menu, pode ser servida em dois tamanhos – R$ 23,90 (pequeno) ou R$ 34 (grande) – ambas acompanham uma mini salada.

Sobre o Chácara Itaí

Com uma proposta diferenciada e absolutamente atual, fundamentada no equilíbrio entre alimentação balanceada e saudável e os requintes da moderna gastronomia, o restaurante Chácara Itaí cria, na região da Nova Faria Lima, uma oportuna oferta em refeições para o horário comercial.

O sistema de atendimento é ágil, ao dispensar garçons e propiciar um confortável balcão, com vitrine que se abre para a cozinha, onde são preparados os pratos, na hora, à vista do freguês.

O cliente faz o pedido diretamente no balcão, monta sua bandeja e vai para as mesas. Para fechar a conta é só passar pelos caixas, na saída. Nesse espaço, também foi providenciado um pequeno empório, com quitutes e petiscos.

Chácara Itaí – Gastronomia Saudável
Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 104.Tel.: 3842-0782
Funcionamento: somente almoço, de segunda à sexta-feira; das 12h às 15h.

Sistema de Delivery: 3842-9517

Yoga Pela Paz 2013

Este ano o evento, que acontece de 7 a 13 de outubro, traz parceria com a marca YOGINI, espcializadea em roupas para a prática de Yoga

yoga pela paz

Da esquerda para direita: Regina Zimmermann, da YOGINI, ao lado de Marcia de Luca e Fran Abreu, idealizadores do Yoga Pela Paz, e Fernanda Cunha, professora de yoga convidada para a aula de encerramento no Parque do Ibirapuera

 

 

As camisetas do Yoga Pela Paz 2013, desenvolvidas pela Agência DPTO e pela YOGINI, marca de roupas e acessórios, trazem a palavra Shanti, do sânscrito शांति. Na cultura hindu, o mantra da paz. A melhor tradução para um evento que busca despertar no inconsciente coletivo uma energia forte de harmonia, alegria, tolerância e amor, unindo milhares de pessoas com a intenção de paz.

As camisetas, feitas em tecido de fibra de bambu, nas cores laranja, lilás, azul e preto, não estarão à venda. Serão destinadas ao staff, voluntários, professores e formadores de opinião para incentivar a participação do público.

O Yoga Pela Paz, em 2013, acontece de 03 a 13 de outubro, com aulas gratuitas em várias escolas de São Paulo e em outras cidades. No domingo, o encerramento será no Parque do Ibirapuera, com aula de yoga e meditação coletiva, além da apresentação do cantor Jai Uttal. A programação completa, e gratuita, está disponível no site do projeto.

www.yogapelapaz.com.br

 

“Shanti, do sânscrito शांति. Na cultura hindu, shanti é o mantra da paz. Geralmente pronunciado três vezes para nos lembrar que temos três tipos de questões: as que surgem com a natureza (tsunamis, enchentes, terremotos), com os relacionamentos (humanos e animais) e com nosso próprio corpo e mente (doenças, dores, pensamentos). Shanti, Shanti, Shanti. Para que haja paz em todos os níveis.”

Fonte: Cadernos de Yoga

 

Cris Fusco
Flavia Fusco Comunicação