A Região da Alta Mogiana no World of Coffee Budapeste 2017

AMSC e delegação de produtores de cafés especiais visitam a festejada exposição na capital da Hungria.

Há muitos bons motivos para visitar a World of Coffee Budapest 2017, mostra interativa com mais de 200 fornecedores de cafés, dos mais inovadores do mundo: competições emocionantes, simpósios inspiradores, seminários e oficinas educativas, entre muitas outras atrações, sem contar o passeio pela fascinante capital da Hungria, principal centro financeiro, corporativo, mercantil e cultural do país. Essa bela cidade agora abre suas portas para representantes de regiões únicas do planeta, na produção do café especial.

É o caso da Região da Alta Mogiana, representada por sua Associação – a AMSC –, que participa da feira com uma delegação composta por produtores, cujas bagagens incluem amostras campeãs de cafés especiais.

Recentemente comparada às vinícolas de Borgonha, por Russell Hayward, dono da rede de cafeterias Ascension, de Dallas (Texas, EUA), tal o entusiasmo do empresário pela forma singular do manejo de seus cafezais, a Região da Alta Mogiana encanta a todos que se dispõem a conhecê-la mais profundamente.

Ali não se cultiva grãos, apenas. Planta-se história, paixão pelo café, pela terra, pela família…  E se colhe muita expertise. Com sentimentos de satisfação e valorização da cafeicultura, seus fazendeiros, alguns na quarta geração de lavoura de café, resgatam uma tradição local de 200 anos – o que lhes possibilita não apenas conhecimento científico como também empírico, vivenciando todas as “ondas” do café de forma genuína.

As caraterísticas geográficas também fazem a Região da Alta Mogiana singular. Os grãos ali cultivados crescem em altitudes privilegiadas, até 1.300 metros, que conferem corpo e buquê únicos aos sabores e aromas do café, um dos mais apreciados do Brasil e do mundo. Essa forte cultura, pautada na qualidade, na busca da excelência, selada pela responsabilidade socioambiental, é capaz de inspirar as pessoas a construírem um futuro melhor.

33

 

Região da Alta Mogiana: Vivencie a inspiração pelo café

Localizada numa área de 100 mil hectares de café (o equivalente a quase duas cidades de Budapeste), a Região da Alta Mogiana abrange 23 municípios de dois estados do Sudeste do Brasil, São Paulo e Minas Gerais. E conta com, aproximadamente, 5 mil cafeicultores que produzem em média 2,5 milhões de sacas de 60 kg/aa. Mais que produzir grãos de qualidade, seus produtores buscam a excelência. Para tal, cultivam parcerias autênticas em toda a cadeia de produção – da semente à xícara -, promovendo uma evolução contínua e responsável da Região e dos produtores.

 

Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogina

A AMSC é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 2005, por um grupo de cafeicultores, com a missão de valorizar e promover o café da Região da Alta Mogiana, criando um senso de referência por meio do conceito de origem, que leve os consumidores a associarem origem, produto e qualidade. Sua visão consiste em promover os cafeicultores e os cafés especiais da Alta Mogiana, oferecendo aos associados oportunidades de crescimento e desenvolvimento através de educação, treinamento e acesso a novos canais de comercialização. Hoje, a AMSC conta com 80 associados diretos, mais de 2,2 mil produtores abrangidos com acesso ao Selo de Origem e Qualidade. Além de realizar anualmente o Fórum de Qualidade da Região da Alta Mogiana, em sua 3ª edição, também é responsável pelo Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana, que terá sua 15ª edição em 2017. A AMSC já foi sede do Cup of Excellence Naturals, em 2015, e tem o Reconhecimento do Arranjo Produtivo Local de cafés especiais atestado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação do Estado de SP.

Selo de Indicação Geográfica

O IG é um selo que identifica e protege os cafés da Alta Mogiana, por suas características únicas, preservando sua cultura, sua história e sua gente. Tem como objetivo diferenciar um produto e seu produtor, apontando sua origem geográfica e suas condições de produção.

http://www.amsc.com.br

http://www.worldofcoffee-budapest.com

 

 

Renata Arassiro: ovos criativos para 2017

A confeiteira Renata Arassiro, embaixadora da marca belga Callebaut no Brasil, não poupou criatividade e técnica para desenvolver uma linha divertida de produtos diferentes nesta páscoa 2017.

As novidades são tanto para o público infantil, adolescente e também para os adultos.

Além de ovos de  Páscoa clássicos, entre as criações  há uma linha inspirada em ovos, aqueles mesmo da galinha, que garantem a diversão de qualquer família. São eles: Ovo Poché (ao leite recheado com gianduia, clara feita de chocolate branco e gema com sabor de laranja e gianduia – 60 grs. R$ 25; Ovo Cozido (branco com ovomaltine e gema com chocolate de laranja e gianduia) – 80g – R$ 30; Ovinho Quebrado (ao leite e gema de chocolate de laranja) – 100g – R$ 35; Pão com Ovo (ao leite folhado e nibs de cacau oferecendo textura do pão integral com clara de chocolate branco e gema de chocolate de laranja e gianduia) 115g – R$ 35.

Sobre a chefe Renata Arassiro:
Há mais de 16 anos nesta área, além da loja, ministra aulas em faculdades e em seu espaço gastronômico. Realiza consultoria personalizada para as melhores lojas e fabricas de chocolate do país. Participou de várias competições mundiais, como a Coupe Du Monde De La Pâtisserie em Lyon, em 2011 e 2013.

Conhecida por utilizar em sua carta de sabores, ingredientes típicos do Brasil como cachaça, frutas do norte e nordeste, especiarias do cerrado e da Amazônia, assim como criações de experiências únicas. Os sabores exóticos fazem parte do seu universo, como a cachaça jambú e banana, iquiriba, priprioca, iogurte de amarena, entre outras.

Renata Arassiro Chocolates
Rua Pascal, 1195 Campo Belo
Tel: (11) 5092 4977
Funcionamento: segunda a sábado das 10h/18h; domingos fechados.
Cartões: todos e tckets: não aceita
http://www.renataarassiro.com.br

Sassá Sushi promove Festival de Ostras em março

Foto: Marcelo Rodrigues

O Sassá Sushi, eleito um dos melhores restaurantes de comida japonesa pela mídia especializada, promove, durante o mês de março, o Festival de Ostras. O lugar tem um aquário com várias ostras onde o cliente pode escolher a sua. São três pratos feitos com a iguaria, entre eles está o Ceviche de Ostra com Robalo (R$ 38,00). Vale ressaltar que esse menu é servido apenas a la carte, às quartas e sextas-feiras, no jantar. O cliente ganha, ainda, uma caipirinha de saquê se pedir, no mínimo, três pratos.

As ostras são trazidas diretamente do Rio Grande do Norte. Garantem aos clientes frescor e benefícios à saúde, pois aumentam a atividade metabólica, diminuem os níveis de colesterol, entre outros. “Sempre coloco novidades no cardápio, principalmente produtos que conheço a origem e que me garantam o máximo de frescor”, diz Sassá, sócio e sushiman da casa.

Com 14 anos de história, o restaurante Sassá Sushi é um dos poucos japoneses que têm a versatilidade em atender tanto em salão, como delivery, catering, cursos em escola própria, food service. Hoje, são três unidades, no Itaim Bibi, Vila Mariana e Jardins, com mais duas para inaugurar – na região da zona Norte e na Vila Leopoldina.

Possui uma cozinha central, na qual concentram-se as suas compras e saídas de matérias-primas para todas as unidades, eventos, delivery, cursos. No espaço é feita, também, a higienização e padronização dos produtos.

Atualmente, o maior ganho da marca está no seu delivery, que atende 15 mil pessoas ao mês. A distribuição contempla os sushis express na rede de supermercados Pão de Açúcar, Carrefour, com o objetivo de atingir outros lugares.

SASSÁ SUSHI 

Rua Horácio Lafer, 640 – Itaim Bibi – tel: (11) 3078-4538
Horários de funcionamento: almoço – segunda a sexta, 12h/15h. Jantar, segunda a quinta, 18h30/0h e sexta 18h30/00h30. Sábado, das 12h00/0h30 e domingo e feriados das 12h00/23h.

Alameda Franca, 149 – Jardins – tel: (11) 5183-3898

Horários de funcionamento: almoço – segunda a sexta, 12h/17h. Jantar, segunda a quinta, 17h00/23h e sexta 17h/00h. Sábado, das 12h/0h e domingo e feriados das 12h/23h.

Av. Lins de Vasconcelos, 996 – Vila Mariana – tel.: (11) 5183-3898

Horários de funcionamento: almoço – segunda a sexta, 12h/17h. Jantar, segunda a quinta, 17h00/23h e sexta 17h/00h. Sábado, das 12h/0h e domingo e feriados das 12h/23h.

www.sassasushi.com.br

Virou Notícia / Mel Dantas

 

Chocolat du Jour completa 30 anos de muita paixão e delícias

 

Paixão por Chocolate. Este é o sentimento por trás de cada criação assinada pela Chocolat du Jour, que em 2017 completa 30 anos de história.

Ela se prepara para a data mais doce do ano relembrando um pouco de sua trajetória antes de revelar  as novidades para a Páscoa 2017.

A Coleção Clássicos traz as criações tradicionais para a celebração e reforçam a identidade da assinatura da Chocolat du Jour: Para nós, fazer chocolate é uma arte.

unnamed-6

São vários sabores de Ovos de Páscoa- Au Lait, Croquant, Blanc e Miti Miti-, e os Ovos Brigadeiro, que  retornam em dois sabores: Ao Leite e  Meio Amargo. Ele são recheados com o exclusivo Brigadeiro du Jour, feito com o  chocolate da Linha Bean to Bar,onde a  marca tem o controle total do processo de elaboração.

unnamed-5

Uma criação elegante, que  agrada os paladares mais sofisticados são as Metades de Ovos, feitas em  chocolate Nougat e recheadas com incríveis sabores: Trufas, Bombons Sortidos, Bombons CeriseDamasco coberto com chocolate e o Choco Disco, recheado de caramelo com flor de sal.

unnamed-4

Completa a Coleção Clássicos uma das mais celebradas  criações para a data: a Galinha dos Ovos de Ouro. Ter uma galinha que diariamente bote ovos de ouro nos faz lembrar de histórias e nos ajuda a perceber que ouro é a vida, a família, os amigos, as realizações e a escolha pela felicidade. Feliz Páscoa!

 Chocolat du Jour

Loja Virtual – www.chocolatdujour.com.br

Flagship: Rua Haddock Lobo, 1421 – Jardins

Shopping Iguatemi – Piso Térreo

Shopping Cidade Jardim – Piso Térreo

Shopping Pátio Higienópolis – Piso Vilaboim

Grand Hyatt São Paulo – Av. das Nações Unidas, 13301

 

Cris Fusco

Flavia Fusco Comunicação

 

Grupo Cafés da Alta – os melhores grãos da Região da Alta Mogiana

Na terra do café, às vezes fica difícil escolher entre tantas boas opções. Uma dica? Os cafés especiais do Grupo Cafés da Alta. Primeiro porque todos os membros têm o selo de indicação de procedência, QR Code, que atesta não só a origem, a Região da Alta Mogiana, como também a classificação como “Café Especial”, por meio de um rigoroso processo de provas e certificação.

A designação  Specialty Coffee surgiu nos Estados Unidos e significa algo superior, de alta qualidade. Foi usada pela primeira vez em 1974 por Erna Knutsen em uma edição do jornal do comércio do chá & do café. Knutsen usou este termo para descrever  grãos de melhor sabor que são produzidos em microclimas especiais.

Café Especial não deve ser confundido com “gourmet” ou “premium”. Estes últimos são termos de marketing sem padrões definidos. De acordo com a Specialty Coffee Association of America (SCAA), o café que obtém 80 pontos ou mais em uma escala de 0 a 100 pontos é classificado como especial.  Cafés especiais são cultivados em climas especiais e ideais, e diferenciados por seu sabor, corpo e pouco ou nenhum defeito. São  resultado das características especiais e composição dos solos em que são produzidos.

Para se ter ideia da qualidade dos cafés especiais, apenas 12% do que se aproveita no mundo alcançam a pontuação de 80 a 84 pontos e apenas 1% dos cafés atinge notas superiores a 84 pontos (confira a pontuação de cada café do Grupo Cafés da Alta, abaixo).

Outra importante classificação é o Estate Coffee, dada aos cafés de origem conhecida e certificada, garantindo a rastreabilidade da produção.

Produzir café especial não é um trabalho fácil, é preciso priorizar a qualidade. Nem tão pouco é possível realizá-lo de forma individual, pois depende de todos os envolvidos na cadeia de produção do café – da semente à prateleira. Todos afinados, em harmonia, para manter o foco em padrões e excelência do início ao fim.

Trata-se de um dos segmentos que cresce mais rápido na indústria do café. Nos EUA, o café especial aumentou sua participação de mercado de 1% para 20% nos últimos 25 anos.

Região da Alta Mogiana

Os grãos cultivados na Região da Alta Mogiana crescem em altitudes privilegiadas. Um terroir que faz dos cafés da Região da Alta Mogiana  dos melhores e mais premiados do mundo.Essa característica, aliada ao profissionalismo, tradição e paixão dos produtores, confere sabores, aromas, corpo e buquê únicos ao café.

Os Cafés da Alta

15825892_1439402139435482_1553126239937018538_n

15826179_1439402182768811_8854132283755158180_n

15826034_1439402189435477_5033586471476886112_n

cafes-da-alta-post-cafes-2016-04-1

15822530_1439401969435499_1835424084235123055_n

15826338_1439401979435498_8662174400369558395_n

15894836_1439402029435493_1013099893444756314_n

15895206_1439402032768826_8863322003998991885_n

15873330_1439402129435483_505975309269338931_n

vendas@cafesdaaltamogiana.com.br
http://www.cafesdaaltamogiana.com.br
http://www.facebook.com/cafesdaalta
+55 16 98175-0191

Assobio tinto recebe 90 pontos na Wine Spectator. Vinho é reconhecido como “Best Value”

 

A revista americana Wine Spectator divulgou antecipadamente o ‘Buying Guide’ da edição de março. No guia, o vinho Assobio Tinto 2014 é reconhecido como “Best Value” – vinho com melhor relação custo-benefício, com 90 pontos. A publicação, com mais de 3,5 milhões de leitores em todo o mundo, destaca o frescor, a fruta, os toques de especiarias e os taninos macios deste vinho tinto duriense da Quinta dos Murças. O Assobio Tinto 2014 resulta do blend das mais tradicionais castas autóctones do Douro – Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca – respeitando a tradição vitivinícola da mais antiga região demarcada do mundo. O perfil equilibrado, fresco, versátil e gastronômico espelha as condições únicas do vale do Douro marcado por diferentes terroirs e um clima extremo, aliado a práticas agrícolas sustentáveis.

Além do Assobio tinto, há também o Assobio rosé e o Assobio branco.  A gama Assobio faz parte do portfólio de vinhos da Quinta dos Murças, aos quais se juntam o Minas, o Reserva, o Margem, o VV47, o Porto Tawny 10 anos, o Porto Vintage e o azeite extravirgem. Importados pela Qualimpor, os produtos de Murças podem ser encontrados em supermercados, empórios e lojas especializadas.

Conteúdo sobre a Quinta dos Murças:

A origem dos vinhos e suas características:  http://esporao.com/quinta-dos-murcas/

A Quinta dos Murças é uma propriedade situada na sub-região do Cima Corgo, entre o Peso da Régua e o Pinhão. Os 155 hectares de área total beneficiam de um terroir muito marcado pelas montanhas, solos xistosos, diferentes altitudes e pela margem 3,2km ao longo do rio. As vinhas ocupam 48 hectares e apresentam diferentes idades, altitudes e exposições solares. Existem cerca de 300.000 videiras plantadas ao alto e em patamares. As castas são predominantemente autóctones – Tinta Roriz, Tinta Barroca, Tinta Amarela, Tinto Cão, Touriga Franca, Tinta Francisca e Touriga Nacional. Para além da vinha, existem cerca de 6.000 pés de oliveiras e um pomar com 800 laranjeiras, tangerineiras, limoeiros e outras árvores de fruto. O restante terreno é área florestal.