Bazar da Cidade leva três dezenas de expositores ao espaço Obra de Arte, em Moema

Bel Pereira (esq.)  e Flávia Verlangieri, curadoras do Bazar da Cidade.

A edição 2016 do Bazar da Cidade acontece em Moema, de26 a 28 de Agosto, na Obra de Arte, um dos cantinhos mais charmosos de São Paulo, um espaço que respira arte, cultura, gastronomia e natureza em plena metrópole.

        Nesta cidade de São Paulo, com tanta multiplicidade de gostos, existem os loucos por shoppings, os loucos por brechós, os loucos por e-commerce, os loucos por comprar tudo em Miami e os loucos por… bazares!
Foram justamente duas amigas, “ratas” de bazares
Bel Pereira e Flávia Verlangieri –, que resolveram resgatar essa paixão, meio de mercador, meio de mascate, e criar o Bazar da Cidade.
A primeira edição aconteceu no ano passado, 2015, também em Agosto, no bairro do Brooklin. Desta vez, o Bazar da Cidade será em Moema – de 26 a 28 de Agosto, sexta a domingo. Terá expositores de vestuários diversos, acessórios, joias e semijoias, decoração, papelaria, roupas para bebê, kimonos e – por que não? – originais sex joys e leituras do tarô de Marselha.
O local escolhido por Bel e Flávia, sócias e curadoras, não poderia ser melhor: a Obra de Arte, de Carmen Lígia Pinto.
Para elas, estar na Obra de Arte é não só uma alegria, mas também a garantia de que o Bazar da Cidade será um sucesso. Isso porque durante a maior parte de sua existência, aObra de Arte – que está completando 20 anos neste 2016 –, abrigou alguns dos mais badalados bazares da cidade de São Paulo. Carmen, a proprietária, era a verdadeira maga do mercado de bazares da capital. Conseguia atrair uma legião de ávidas consumidoras em busca de peças sempre muito criativas e exclusivas. A pequena rua Indiaroba vivia dias de furor durante os eventos.

Um jardim que vale a visita! – Neste ano, a Obra de Arte deixou de ser loja. Transformou-se num espaço que pode ser alugado para abrigar os mais diferentes tipos de eventos, de lançamento de livros a reuniões corporativas. “Resolvemos começar a alugar a Obra de Arte, já que nosso espaço sempre foi muito desejado para eventos de todos o tipo”, conta Carmen.
Além de toda a sua estrutura e de salas espaçosas e bem iluminadas, a Obra de Arte tem, em sua parte de trás, um jardim belíssimo, uma espécie de quintal dos velhos tempos, com plantas nativas e um centenário bambuzal – o que faz dela um dos espaços mais charmosos da cidade.

Garimpar na crise! – Comprar é bom; garimpar é divino! A afirmação é de Flávia  Verlangieri, uma das curadoras do Bazar da Cidade. Para ela, o fuçar, o buscar, o descobrir é o grande lance de quem prefere um bom bazar a uma loja de shopping.
“No bazar, o consumidor tem contato direto com o criador da peça, o designer, o estilista, o artesão”, diz Flávia. “E os preços geralmente são menores, já que não existem, por exemplo, os custos fixos de uma loja. Nestes tempos tão bicudos, bons preços são certamente um grande atrativo.”
Segundo Bel Pereira, bazar significa também o contato com o exclusivo, o bom gosto, a criatividade e o inédito. E tem ainda o espírito de festa que envolve esse tipo de evento: o  encontro e o reencontro de amigos, o networking, música e comida. Ela complementa, reforçando a ideia: “Comprar direto de quem pensou e produziu uma roupa, uma joia ou uma cerâmica é sempre um ganho de informação, emoção e experiência”.
Carmen compartilha a opinião: “O bazar é o momento em que o artista sai de seu atelier, tem contato com os compradores, pode falar do trabalho e expor sua criatividade. Isto não se encontra em uma loja de shopping”.

Comidinhas e boa música – Quem for ao Bazar da Cidade vai poder unir o comprar com o lazer de encontrar os amigos, fazer um happy hour, tomar uma cervejinha, comer coisas gostosas. Tudo no delicioso jardim da Obra de Arte.  E, no final de semana, com música da melhor qualidade a partir das 17 horas.
No sábado, a atração é o Trio Biê – Loreta Colucci (voz), Luca Frazão (violão sete cordas), João Rodrigues (pandeiro). No repertório, músicas que fazem a história do samba de raiz, de Noel Rosa a Paulinho da Viola.
No domingo, a trilha musical é da Banda AbandOnada, liderada pelo tecladista Sérgio Paes – jazz e blues são os estilos musicais que marcam o grupo.

Serviço – O Bazar da Cidade 2016 – Moema acontece nos dias 26, 27 e 28 de Agosto (de sexta-feira a domingo), todos os dias das 11 às 21 horas. Na Obra de Arte, Rua Indiaroba 97, Moema, tel. 5535-2935. Entrada gratuita. Estacionamento bem ao lado.

Expositores do Bazar da Cidade 2016 – Moema

ADRIANA SAPPRACONE
vitral
ANDRÉ WAGNER
esculturas e móbiles em madeira
ANDREA SCHOSTAK
roupas
ASSIM SE CRIA
papelaria
ATELIÊ ALAINE COLUCCI
roupas pintadas artesanalmente
ATELIER TIN CARVALHO
joias contemporâneas
BB MODERNO & PARA MIÚDOS
roupas infantis
CLÁUDIA MESQUITA E DANI TERRACINEjoalheria artesanal COMPLEMENTOS
vestuário
CRIS RAMADAN
objetos em vidro
DAFNA EDERY
carteiras em couro
ELEONORA HOSHINO
peças decorativas
ESTÚDIO JUSTINA
design, cores e estampas
FEIRA MODERNA
vestuário
GABY BRAUN
tecidos
HELENA RATTO
seda pintada
ISABELLA CARVALHO
estamparia
JIMMY JACQUES
tarô de Marselha
LE DIABLE
sex joy
LINA PRADES
joalheria artesanal
LOOM KNITWEAR
tricô
LU PODBOY
papelaria, estampas, minipinturas
MADÁ BOLSAS
bolsas e acessórios
MÍRIAM PAPPALARDO
vestuário
MITSUEM
design de joias
MYRIAM AGUIAR
feltragem manual
NAT JOIAS
joias
PARA DORMIR
kimonos
SÍLVIA MAGLIOCO
vestuário
SIUZA TONARQUE
joias
VELO
vestuário
ZÉ MARIA
cerâmica
ZONA DE CONFORTO
vestuário

2 pensamentos sobre “Bazar da Cidade leva três dezenas de expositores ao espaço Obra de Arte, em Moema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s