11ª Temporada de Dança do Teatro Alfa abre com GRUPO CORPO – 13 a 18 de agosto

Imagem

Até o final de julho o Teatro Alfa oferece pacote de assinatura para Temporada de Dança 2014. Entre 13 de agosto e 23 de novembro, 6 espetáculos representativos da produção de dança contemporânea compõe a programação – referência de qualidade no País – que reúne companhias brasileiras e grupos internacionais.Entre as atrações, Grupo Corpo (Brasil-MG), São Paulo Companhia de Dança (Brasil – SP) e Companhia de Dança Deborah Colker. Depois tem os internacionais Alonzo King Lines Ballet (EUA), Companhia Antonio Gades (Espanha) e Akram Khan Dance Company (Inglaterra).  Vantagem para o público é comprar o ingresso sob a forma de assinatura que inclui os 6 espetáculos. O espectador paga de R$ 203 (o mais barato) a R$ 773 (o mais caro), o que totaliza R$ 40 e R$ 129, por espetáculo, respectivamente – que pode ser parcelada em até três vezes. A venda de assinaturas vai até final de julho. Assinantes podem fazer sua renovação. Preços do pacote estão no fim do texto. Ballet do Theatro Mariinsky (Rússia), também conhecido como Ballet Kirov é atração extra.

Com programação orientada por pesquisa e pautada por trabalhos inéditos, coreógrafos e companhias criadoras de obras instigantes e significativas e pelo resgate de espetáculos do repertório de artistas icônicos, a 11ª Temporada de Dança do Teatro Alfa dá início a segunda década de sua programação de dança. Entre 13 de agosto e 23 de novembro, seis companhias pisam no palco que é referência na área em São Paulo.

Com espetáculos atraentes, diversificados e representativos da produção de dança contemporânea, a programação – referência de qualidade no País – reúne companhias brasileiras e grupos internacionais. Na parte internacional, apresenta o trabalho de três grandes coreógrafos que têm como características comuns uma expressão artística influenciada por suas origens, suas raízes culturais e pela forma como criaram uma técnica singular na produção contemporânea: Akram KhanAlonzo King e Antonio Gades. Na ala nacional, completam a agenda apresentações de três companhias que se situam entre os melhores e mais sólidos do Brasil: Grupo CorpoCompanhia de Dança Deborah Colker e São Paulo Companhia de Dança.

Como atração extra, em uma parceria com a Dell’Arte Soluções Culturais, o Teatro Alfa oferece a possibilidade de adquirir antecipadamente ingressos de uma das mais importantes e tradicionais companhias de balé clássico do mundo: o Ballet do Theatro Mariinsky (Rússia), também conhecido como Ballet Kirov.

A temporada de Dança começa com uma das referências no panorama nacional da dança, o mineiroGrupo Corpo de 13 a 18 de agosto, com as coreografias Ongotô (2005, com músicas de Caetano Veloso e José Miguel Wisnik) e Triz (2013, com trilha sonora de Lenine). A jovem São Paulo Companhia de Dança vem a seguir, de 21 a 24 de agosto. De 29 de agosto a 7 de setembro é a vez da diversidade e da inquietação da Companhia de Dança Deborah Colker.

O visionário coreógrafo americano Alonzo King, da Lines Ballet mostra seu conceituado trabalho de dança contemporânea de 26 a 28 de setembro. A Companhia Antonio Gades dança dias 30 de setembro e 1º de outubro.  O coreógrafo e bailarino inglês Akram Khan, com suas provocativas e ambiciosas produções, sobe ao palco de 17 a 19 outubro.  Como espetáculo opcional no pacote de assinaturas está o Ballet do Teatro Mariinsky (Ballet Kirov), de 19 a 23 de novembro.

13 a 18 de agosto – Grupo Corpo

21 a 24 de agosto – São Paulo Companhia de Dança

29 de agosto a 7 de setembro – Companhia de Dança Deborah Colker

26 a 28 de setembro – Alonzo King Lines Ballet

30 de setembro e 1º de outubro – Antonio Gades

17 a 19 outubro – Akram Khan

Espetáculo opcional

19 a 23 de novembro – Ballet do Teatro Mariinsky (Ballet Kirov)

Benefícios do Assinante

* 15% de desconto nos ingressos dos espetáculos da Temporada (Assinatura especial – 30% de desconto para pessoas da terceira idade e estudantes);
* Poltrona cativa em todos os espetáculos da Temporada de Dança 2014;
* 50% de desconto no serviço de valet park;
* 10% de desconto na compra de ingressos para outros espetáculos da programação do Teatro Alfa;
* 04 ingressos para qualquer espetáculo da Temporada Infantil 2014;
* Kit de assinatura (ingressos e vouchers) entregue em casa;
* Pagamento em até 3 vezes sem juros com cartão de crédito;

Para efetuar sua assinatura, cadastre-se no site www.teatroalfa.com.br/temporada2014.
Mais informações pelos tels:
11 5693.4000 e 0300 789 33 77.
Não há garantias para as mesma poltrona no caso de trocas;
Programação sujeita a alterações.

Imagem

Programação

 

Grupo Corpo – 13 a 18 de agosto

Direção artística – Paulo Pederneiras

Coreografia – Rodrigo Pederneiras

Programa: Ongotô (2005) e Triz (2010)

Criada para comemorar os 30 anos do Corpo, a coreografia Ongotô tem músicas de Caetano Veloso e José Miguel Wisnick. Já Triz tem trilha sonora de Lenine.

Fundado em 1975, em Belo Horizonte, o Grupo Corpo consolidou-se como uma das referências do panorama nacional da dança. São 35 coreografias e mais de 2.200 récitas no histórico desta companhia mineira de dança contemporânea, que mantém 10 balés em repertório e faz uma média de 70 récitas anuais, apresentando-se em lugares tão distintos quanto Islândia e Coreia do Sul, Estados Unidos e Líbano, Itália e Cingapura, Holanda e Israel, França e Japão, Canadá e México.

 

São Paulo Companhia de Dança – 21 a 24 de agosto

Direção artística – Inês Bogéa

Programa: Le Spectre de la Rose (de Michel Fokine, 2014)

Petite Mort (de Jirí Kylián, 2013)

wokwithnwork (ESTREIA/ de William Forsythe)

Estreia da remontagem da coreografia Workwithinwork, de Wiliam Forsythe, além de obras-primas de dois ícones da dança: Jirí Kylián (Petite Mort Petite Mort) e Michel Fokine (Le Spectre de la Rose).

Criada em janeiro de 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo. Seu repertório contempla remontagens de obras clássicas e modernas, além de peças inéditas, criadas especificamente para o seu corpo de bailarinos. Dirigida por Inês Bogéa, já foi assistida por um público superior a 340 mil pessoas em 6 países, passando por 60 cidades, em mais de 390 apresentações. O repertório vai do clássico ao contemporâneo. Em 2014, sua marca de inovação e tradição se mantém com 6 novas estreias, entre elas a remontagem de La Sylphide (1836), pelo argentino Mario Galizzi – marco do balé romântico visto no corpo dos bailarinos de hoje. E ainda uma criação internacional inédita e a remontagem de Workwithinwork, de Wiliam Forsythe.

 

Cia de Dança Deborah Colker – 29 de agosto a 7 de setembro

Direção artística e coreografia – Deborah Colker

Programa: Belle (2014)

Seu mais novo espetáculo, Belle, é baseado no romance Belle du Jour, do escritor francês Joseph Kessel, adaptada para o cinema por Luis Buñuel. Nesta adaptação, a coreógrafa desvia-se das convenções da narrativa e navega por instintos e forças que compõem a obra da literatura mundial, com imagens surpreendentes e sensuais.

Criada em 1993, no clube Casa do Minho, onde Deborah dava aulas. Oficialmente, estreou em 1994, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em programa duplo com o Grupo Momix. Em 1995, conquistou o patrocínio exclusivo da Petrobrás, o que lhe tem possibilitado alçar grandes vôos e se firmar no panorama da dança mundial. Apresentou-se na Alemanha, Argentina, Áustria, Canadá, Chile, Cingapura, Colômbia, Escócia, Estados Unidos, França, Holanda, Hong Kong, Inglaterra, Irlanda, Japão, Macau, México, Nova Zelândia, País de Gales, Paraguai, Portugal e Uruguai, conquistando vários prêmios. Tem 10 espetáculos no repertório.

 

Alonzo King Lines Ballet – 26 a 28 de setembro

Direção artística – Alonzo King

Programa: Constellation

Constellation explora a orientação de nossos corpos para a luz. Colaboração inovadora com o artista Jim Campbell, o espetáculo é marcado pela música barroca (cantada por mezzo soprano), pelos figurinos de Robert Rosenwasser e pela iluminação de Axel Morgenthaler.

Companhia de balé contemporâneo, sediada em São Francisco, Estados Unidos, e conduzida desde 1982 pela visão artística singular do coreógrafo Alonzo King. Com a colaboração de compositores, músicos e artistas plásticos de todo o mundo, King cria obras baseadas em um conjunto diversificado de tradições culturais profundamente enraizadas, dando ao balé clássico um potencial expressivo. King vê a dança como uma ciência, baseada nos princípios geométricos da energia e da evolução. A coreografia visionária de Alonzo é conhecida por conectar o público a um profundo senso de humanidade. Fez apresentações em festivais internacionais como Venice Biennale, Monaco Dance Forum, Maison de la Dance, Edinburgh International Festival, Montpellier Danse, the Wolfsburg Festival, e Holland Dance Festival.

 

Antonio Gades – 30 de setembro e 1º de outubro

Direção artística – Stella Arauzo

Coreografia – Antonio Gades e Carlos Saura

Programa: Fuego (1989)

O espetáculo integra as atividades do 10º aniversário de morte de Antonio Gades (1936-2004), maior ícone da dança flamenca. Se em Gades, a companhia foi mantida com o objetivo de preservar o legado do bailarino e coreógrafo, responsável pela renovação da linguagem do flamenco, sem se afastar de suas origens. Fuego foi concebido por Gades e Carlos Saura, com inspiração no balé El Amor Brijo, de Manuel de Falla. Estreou no Thèâtre du Châtelet, em Paris, em 1989, quando fez uma turnê internacional. Volta agora sob a direção de Stella Arauzo, que dançou com o mestre por muitos anos.

 

Akram Khan – 17 a 19 outubro

Direção artística e coreografia – Alonzo King

Programa: Desh (2011)

Ao mesmo tempo íntima e épica, a coreografia Desh explora fragilidade diante das forças naturais, e celebra a resistência do espírito humano nos ritmos de trabalho, no sonho e história, na transformação e sobrevivência. O solo estreou em 2011 em Nova York, e foca as histórias que foram contadas a King quando criança, mas a partir da perspectiva de um homem adulto. Mescla a tradição de Kathak de contar histórias, com o artista se transformando para interpretar vários papeis, com os recursos da dramaturgia ocidental.

Akram Khan é um dos mais famosos e respeitados artistas da dança do Reino Unido. Em pouco mais de uma década criou uma companhia que tem contribuído significativamente para as artes culturais de seu país e no exterior. Sua reputação foi construída sobre o sucesso de produções criativas, altamente acessíveis e relevantes, tais como DeshVertical RoadGnosis e Zero Degrees. Movendo-se entre Grã-Bretanha e Bangladesh, Khan tece fios da memória, a experiência e o mito em um mundo surreal de conexão surpreendente.

 

Ballet do Teatro Mariinsky (Ballet Kirov) – 19 a 23 de novembro

Direção artística – Uliana Lopatkina

Coreografia – Jules Perrot e Marius Petipa

Programa: O Corsário (1987) – Participação: Orquestra Sinfônica e Barra Mansa, regida pelo maestro Mikhail Agrest

Famoso balé do repertório clássico, O Corsário – que estreou em São Petersburgo em 1858, com coreografia de Jules Perrot – é um dos sucessos da companhia e veículo privilegiado para o brilho de seus solistas. Afiliado ao Teatro Mariinsky de São Petersburgo, é uma das mais importantes companhias de balé da História. Seu nome havia sido substituído por Kirov, mas, com o fim da União Soviética, voltou a se denominar Mariinsky. Foi para esta companhia que o coreógrafo Marius Petipa encenou a maioria de suas obras-primas, em especial as reformulações de GiselleO Lago do Cisnes eO Corsário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s