O Quebra-Nozes estreia dia 12 de dezembro, no Teatro Alfa em São Paulo

Em 2013, a remontagem do clássico de Natal O Quebra-Nozes, de Tchaikovsky (1840-1893), produzida no Brasil pela Cisne Negro Cia. de Dança, completa 30 anos. Com apresentações entre 12 e 22 de dezembro, no Teatro Alfa, em São Paulo, o balé conta com um elenco de 120 artistas, da Cisne Negro Cia. de Dança, com direção artística de  Hulda Bittencourt e  direção de ensaios de Dany Bittencourt.

“O Quebra Nozes”, um clássico universal da dança com música de Tchaikovsky, exerce cada vez mais um enorme fascínio sobre o público. É uma obra prima repleta de fantasia e romantismo, encenada com grande sucesso no mundo todo e que emociona pessoas de todas as idades.

O espetáculo mostra as colorações sinistras e fantásticas criadas por Tchaikovisky em uma adaptação francesa de um trecho do conto Nusskracker uns Mauserkonnig – “O Quebra Nozes e o Rei dos Camundongos” – de Hoffman. Para ele só a fantasia tem o poder de elevar as almas puras, sufocadas pela realidade, ao reino imenso da ilusão, domínio da beleza e da face maravilhosa dos seres e objetos.

Considerada uma das melhores companhias contemporâneas do país, dentro da filosofia da Cisne Negro encontram-se a originalidade, a tradição e a preocupação de formar novas platéias, buscando públicos capazes de apreciar a inovação e a beleza.

A companhia nasceu de uma circunstância especial: sua diretora artística, Hulda Bittencourt, juntou as alunas do já famoso Estúdio de Ballet Cisne Negro com alguns atletas da Faculdade de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP).

A aproximação desses dois universos deu ao grupo sua principal característica: uma dança espontânea, energética, viril e de grande qualidade técnica e artística. Uma dança laureada por diversos prêmios.
Os trabalhos da companhia inserem-se dentro do panorama contemporâneo da dança ocidental, e conseqüentemente, desde o início, a companhia trabalha com coreógrafos inovadores e jovens.
Dentre eles se destacam Vasco Wellencamp (Portugal), Gigi Caciuleanu, Patrick Delcroix (França), Janet Smith e Mark Baldwin (Inglaterra), Ana Maria Mondini, Antonio Gomes, Dany Bittencourt, Denise Namura, Tíndaro Silvano, Mário Nascimento e Rui Moreira (Brasil), Júlio Lopes e Luis Arrieta (Argentina), Michael Bugdahn (Alemanha), Victor Navarro (Espanha) e Itzik Galili (Israel), Peter de Ruiter e Eva Villanueva (Holanda)
Os trabalhos da Cisne Negro foram apresentados nas principais cidades do Brasil e, na Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Uruguai, Paraguai, Argentina, Alemanha, Moçambique, África do Sul, Chile e Tailândia,  o grupo exibiu-se como um modelo de trabalho dentro da dança brasileira, um trabalho construído com profissionalismo e paixão.

Sucesso de crítica e de público, em 2013 o grupo comemora 36 anos de existência olhando para o futuro, sempre pronto para levar a sua inovadora dança aos quatro cantos do planeta.
O Quebra Nozes

I Ato

Na noite de Natal, a família Silberhaus realiza uma grande festa. As crianças Clara e Fritz recebem os presentes e a alegria é geral ! No meio da festa chega Drosselmayer, o mágico, padrinho de Clara, fazendo truques e mágicas. Entre os seus presentes estão bonecos mecânicos de aparência humana que dançam. Todos se comovem com a beleza e graciosidade da cena.
Drosselmayer dá de presente à Clara um Quebra-Nozes com aparência de soldadinho. Encantada com seu novo brinquedo, Clara começa a dançar, mas seu irmão Fritz, invejoso toma-lhe o boneco, que se quebra na confusão. Drosselmayer conserta o boneco e consola Clara. Os convidados se retiram e todos dormem, exceto Clara, que volta à sala para brincar com seu boneco Quebra-Nozes, deixado perto da árvore. Na sala escura, Clara ouve os ruídos de ratos e Drosselmayer aparece. O boneco toma vida e começa a lutar contra os ratos para defender Clara, quando surgem o Rei dos Ratos e os soldados de chumbo. O Rei dos Ratos e o Quebra-Nozes lutam até ferirem-se mortalmente. Os ratos retiram seu rei e Clara corre ao encontro do seu Quebra-Nozes, e ao vê-lo morto, começa a chorar. É quando o encanto se quebra e o boneco se transforma em um príncipe, que leva Clara para visitar o Reino dos Doces. Eles viajam pelo Reino das Neves, onde a neve começa a cair e os flocos se transformam em criaturas vivas, que dançam lideradas por sua rainha.

II Ato

No Reino dos Doces, o príncipe apresenta Clara à corte e explica como ela salvou-lhe a vida na batalha contra os ratos. Clara é coroada princesa do reino. Todos lhe prestam homenagens executando diversas danças: Espanhola, Árabe, Chinesa, Flautas, Russa, Valsa das Flores, além de um lindo pas-de-deux da Fada Açucarada com seu príncipe.
Finalmente Drosselmayer reaparece… O sonho se desvanece e Clara é levada à realidade.

Jacques Janine assina a beleza do espetáculo O Quebra-Nozes; seus profissionais  apoiam o evento há 16 anos

O espetáculo é produzido pela equipe de profissionais da rede de salões de beleza Jacques Janine, sob o comando da consultora de imagem e maquiadora oficial da rede, Chloé Gaya.

 “O Quebra-Nozes é um espetáculo que adoramos apoiar. Nesta edição, comemoramos 16 anos de parceira para sua produção artística. Desde o início do projeto, que começou com minha avó Janine Gossens, os profissionais da rede tiveram uma oportunidade enriquecedora, pois puderam transformar a apresentação em um momento único e especial”, ressalta Chloé Gaya.

De 12 a 22 de dezembro

Segunda a quinta, 21h

Sexta-feira, 21h30

Sábado, 18h e 21h

Domingo, 16h e 19h

R$ 60/R$ 100

Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)

ou pelos telefones:
11 5693-4000 | 0300 789-3377

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s