Jean Paul Ganem presenteia São Paulo com landscape art no Jardim Botânico de São Paulo. Na abertura, arte, gastronomia, música e cinema – dia 21/9

O projeto “Cidade Galeria”, idealizado pela Brazimage, promove a obra de land art “O Caminho do Rio”, do artista franco-tunisiano Jean Paul Ganem, no Jardim Botânico de São Paulo. A inauguração, no dia 21 de setembro, será um evento especial – um convite ao público a não apenas apreciar, mas ter uma experiência junto à obra: um piquenique do “Chefs na Rua”, com curadoria de Laurent Saudeau, performance da Orquestra Heartbreakers e Guga Stroeter, que estimula a exploração da obra, e première do filme “A Margem da Paisagem”, com direção de Eliane Caffé e produzido pela Brazimage e Aurora Filmes.

A intervenção de 2,5 mil m2 de Jean Paul Ganem desenha com flores e plantas um rio vermelho na entrada principal do parque. Resgatando o traçado do curso original do Rio Tietê. A instalação convida a caminharmos por ela, criando uma conexão não apenas entre o espectador e a obra, mas também com o tema abordado.

Sempre pensando no local onde a obra é desenvolvida, Jean Paul Ganem viu no Jardim Botânico de São Paulo, um lugar já repleto de beleza, a oportunidade de abordar um tema de grande importância para a cidade. Suas constantes visitas ao Brasil, país que visita há 25 anos, foram essenciais. “Se eu não tivesse vindo tantas vezes a São Paulo, eu não saberia dos problemas das enchentes. São Paulo é uma cidade vibrante, mas também extremamente poluída: a poluição do solo, do ar, poluição sonora e também da água. Seus muitos córregos e rios são, em sua maioria, soterrados e canalizados; lembram esgotos margeando rodovias congestionadas. Fico surpreso com esse absurdo. Uma cidade chegar nesse nível de poluição é uma loucura. Na Europa vivemos o rio poluído, mas conseguimos vencer. Nosso rio, hoje, é um lugar agradável, onde as pessoas fazem piquenique; é um lugar de encontro na cidade”.

Com mais de 40 obras pelo mundo, o artista modifica a paisagem e produz suas obras em locais inusitados. Ao trabalhar com plantações em grande escala, que trazem consigo formas e cor para espaços comuns, transforma a percepção das pessoas sobre determinados ambientes, às vezes contaminados e degradados, e as faz enxergar a arte como um agente de transformação. Entre os locais que já receberam intervenções de Jean Paul estão o Château de Rambouillet, ao redor de Paris, um aterro sanitário de Montreal e campos agrícolas ao redor da França e do Canadá. “As plantas me interessam muito. Percebi que elas emocionam todo mundo, das crianças aos idosos e até pessoas que não se interessam por arte. Causam impacto num público bem mais amplo que o dos museus e galerias”, explica Jean Paul.

Com curadoria de Luciana Farias, “O Caminho do Rio” foi desenvolvido por oito jardineiros formados pelo projeto, sob orientações de uma arquiteta, um engenheiro agrônomo e do próprio artista. “A contribuição de Jean Paul com seu rio vermelho, que emerge entrecortando um pequeno canal no idílico jardim botânico, convida a contemplar a vida e desejar um futuro onde homem e natureza convivam em harmonia”, descreve a curadora.

Jean Paul Ganem

Nascido na Tunísia em 1964, Jean Paul Ganem divide seu tempo entre Paris (França), Montreal (Canadá) e São Paulo. Produz obras em locais inusitados, criando conexões com a atividade humana em ambientes diversos, interagindo criação artística no processo de produção com o objetivo de surpreender e estimular agentes e espectadores dessas paisagens. Suas obras, feitas com plantas, são suscetíveis à ação do tempo e estão em constante transformação. São sempre produzidas em negociação com os habitantes locais, no caso do campo, respeitando técnicas de plantio e colheita. Nessas obras o artista utiliza culturas como girassol, trigo e canola, entre outras espécies. Entre suas principais intervenções de landscape art estão projetos no Château de Rambouillet, em Paris, e a obra Jardin des Capteurs, em Montreal – um aterro sanitário de 30 mil m2, ao lado do QG do Cirque du Soleil, que patrocinou o projeto de revitalização junto com a prefeitura da cidade. No Brasil, desenhou o projeto do boulevard do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Piquenique Chefs no Parque com curadoria de Laurent Suaudeau

Para a entrega da instalação ao parque e à cidade, a Brazimage, idealizadora e produtora do projeto Cidade Galeria, promove uma experiência gastronômica e sonora na obra, com jazz ao vivo e alta gastronomia. Como parte do evento, será realizada uma edição do projeto “Chefs de Rua”, o “Piquenique Chefs no Parque, realizado pela KQi Produções com curadoria do chef Laurent Suaudeau (Escola da Arte Culinária Laurent) e participação de prestigiados chefs. Todos eles servirão comidinhas frias, como saladas e sanduíches, preparados com ingredientes orgânicos e sustentáveis, que aproximam ainda mais as pessoas do espaço e da obra.

O chef Laurent Suaudeau irá servir a Salada de macaroni, Madeleine de laranja e Pain au chocolat, enquanto o chef Ailton Piovan, da Mondiale, traz seu Sanduíche de porchetta na ciabatta e a Salada de mini folhas com molho de limão siciliano. O chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó, apresenta o Sanduíche de rosbife de carne-de-sol em um pão de fermentação natural e um sanduíche de queijo de cabra e abóbora. Já o chef Fred Frank irá servir seu Queen Brownie nos sabores amêndoas, pistache, laranja e café. Janaína Rueda, do Bar da Dona Onça, leva ao piquenique o Clube sanduíche peito de peru, bacon, queijo meia cura e maionese, Sanduíche de linguiça com picles de pepino, Rosbife caseiro com salada de batatas, Salada de alface baby com tomate cereja e palmito açaí, Brigadeirão da onça e Suco de uva orgânico. Felipe Do Val e José Baratino preparam o Sanduba de pasta de tomate assado com salame Pirineus e rúcula. O chef Dagoberto Torres, do Suri Ceviche Bar, traz o Ceviche Goa, de peixe branco, camarão e lula com curry, leite de coco e coentro, e o Ceviche Azteca, de peixe branco, camarão e lula com molho de pimientos, cebola roxa, coentro e cubos de abacate. Os preços variam entre R$ 5 e R$ 15.

E para dar ainda mais clima à celebração, na véspera da Primavera, haverá uma performance da Orquestra Heartbreakers e Guga Stroeter, que incentiva a exploração de toda a obra. A idéia é que o público traga suas toalhas para curtir um sábado relaxado à margem da obra de Jean Paul.

As obras de Jean Paul Ganem costumam ser efêmeras, mas, dessa vez, ela será entregue ao Jardim Botânico de São Paulo, que dará continuidade ao projeto.

Cidade Galeria

O Cidade Galeria, idealizado pela Brazimage, tem como propósito promover a arte, valorizando o espaço público e ressignificando a relação da pessoa com a cidade. Trata-se de um projeto de revitalização cultural, pioneiro ao unir artistas, governos e empresas privadas, em prol de uma cidade mais humana e civilizada.

“Acreditamos no papel transformador da arte. Com o Cidade Galeria estamos propondo a ressignificação da relação do cidadão com a cidade através de intervenções artísticas no espaço público” – Luciana Farias, Brazimage.

O Cidade Galeria foi lançado em outubro de 2010 em um evento no Edifício Martinelli e seguido da abertura da exposição “Noturnos”, do fotógrafo Cássio Vasconcellos, no Prédio Histórico dos Correios, no Vale do Anhangabaú. Em 2012 promoveu uma instalação de Claudia Andujar no Prédio dos Correios, no centro de São Paulo. “O Caminho do Rio”, de Jean Paul Ganem, é a terceira ação do projeto.

Jardim Botânico de São Paulo

Localizado no bairro Água Funda, na Zona Sul da cidade de São Paulo, faz parte do Parque Estadual Fontes do Ipiranga, área de preservação da Mata Atlântica, ocupando uma área de 360 mil metros quadrados.

caminho do rio

“O Caminho do Rio” por Jean Paul Ganem @ Jardim Botânico de São Paulo

Entrega da obra: 21 de setembro, às 13h, gratuito mediante apresentação de convite

Funcionamento: de terça-feira a domingo e feriados, das 9h às 17h

Endereço: Av. Miguel Stéfano, 3031, Água Funda – São Paulo

Telefone: 5067-6000

Ingressos: R$ 5,00 (estudantes e pessoas acima dos 60 anos de idade pagam meia-entrada; crianças até quatro anos e portadores de necessidades especiais são isentos)

Estacionamento: carro de passeio – R$ 8,00; moto e afins – R$ 4,00; vans, ônibus e microônibus – R$ 20,00

Agência Lema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s