Mônica Filgueiras Galeria de Arte abre a exposição “Borracharia Chique”, de Sandra martinelli, a partir de 3 de setembro

Imagem

Garota Abril

A Mônica Filgueiras Galeria de Arte abre a exposição Borracharia Chique, da artista plástica Sandra Martinelli, no dia 3 de setembro, com vernissage a partir das 19h.

O nome “Borracharia Chique” é uma provocação: o termo borracharia remete a um lugar para conserto e venda de pneus, onde, no século passado, eram expostos calendários, tidos com vulgares, com mulheres nuas para agradar a clientela masculina. Já chique remete a pessoas, comportamentos ou coisas discretas e refinadas.

A expressão “Borracharia Chique” é, pois, uma contradição em termos, assim como a vida e a arte muitas vezes são. E é também o nome de uma intrigante série de 13 telas em óleo idealizada e realizada por Sandra Martinelli entre 2012 e 2013.

Os retratos são de mulheres (com idade entre 45 e 65 anos), amigas da artista, incluindo ela mesma, que de alguma forma, juntas, refletem a imagem que a artista tem de si. Cada tela representa um mês específico e uma é capa.

Nesta série a pintora tenta romper com o estereótipo que associa o erotismo da mulher a carros, juventude e consumismos em geral.

Sandra Martinelli provoca reflexão e estranheza ao retratar de forma realista e etérea os corpos de mulheres de meia idade em um cenário lúdico e colorido. O tempo e o corpo da artista aparecem na luz da construção do seu feminino, tanto como autorretrato, como retrato das outras.

Imagem

Garota setembro (autorretrato)

“Nas borracharias de antes, quando o mundo era dos homens, a presença das mulheres se limitava às imagens penduradas (pin-ups) nos armários e paredes, contrastando com o suor, a graxa e a força desse universo viril. Elas representavam as mulheres que os homens queriam ter e as mulheres queriam (queriam?) ser: o objeto do desejo, uma mistura do erótico com a inocência.

Compare essas imagens do passado com as mulheres da série Borracharia. Nenhuma deles é um objeto. São, todas, sujeito de seus verbos, protagonistas de seus destinos. Há nelas a força dos músculos e o suor da vida, a carne marcada pela história de cada uma – nas dobras da pele, na malícia do olhar, no desafio da pose, nos objetos que compõem a imagem.

O que vemos é erótico, na acepção mais ampla da palavra. Nesses quadros, Eros, o motor da vida, está presente.”

Lídia Aratangy

Psicóloga

Imagem

Garota Novembro

 

Serviço

Borracharia Chique, de Sandra Martinelli

13 óleos sobre tela (1.10 x 1x45cm)

Abertura: dia 3 de setembro, às 19h

Exposição: de 3 a 12 de setembro

Local: Mônica Filgueiras Galeria de Arte

Rua Bela Cintra, 1533 Tel (11) 3082-5292

Horário: 2a a 6ª feira, das 10h às 19h

Sábado: das 10h às 14h30

 

Sobre a artista

Sandra Martinelli, artista Plastica de São Paulo , 48 anos, começou sua carreira como fotógrafa, evoluiu para o vídeo, depois escultura em metal e pedra, desenho,  animação, pintura, performance e costura. Seus trabalhos estão à disposição no Google , You Tube e no seu blog:

ateliersandramartinelli.blogspot.com

Prêmios e exposições:

Animação: Premio “Múmia”-  Categoria nacional: prêmio de animação mundial , com a série animada em desenho e arame, intitulada ” A cabeça de Antonia”.

Moda: Freak Fashion: coleção de 10 vestimentas feitas a mão e a disposição no:

http://www.youtube.com/watch?v=zMNlQRxNz4M&feature=share&list=UUEv1GlnDquRcczOcCZ4fcnQ

 

Cris Fusco

Flavia Fusco Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s