Galeria Sergio Caribé abre exposição de Uiso Alemany, dia 27 de agosto

Galeria Sergio Caribé abre exposição do artista plástico espanhol Uiso Alemany, com obras de duas séries diferentes, uma produzida durante um período de residência em Salvador, e a outra na cidade de São Paulo. O artista abriu-se por completo no experimento dessas localidades – algo que está habituado a fazer, considerando-se um artista nômade – e o resultado disso é refletido nesses trabalhos, em técnica mista sobre tela e papel.

Na série “Ladeira do Desterro”, criada no antigo atelier do artista Emanoel Araujo, curador da exposição, localizado num ambiente de grande movimento e também grande tensão, na região central da capital baiana, as obras são mais carregadas e sombrias. As de “Magic Deliver”, por sua vez, produzidas no bairro paulistano do Itaim Bibi, bem arborizado e de charme cosmopolita, apresentam mais leveza e suavidade nas cores.

Imagem

O que se vê na mostra não é a ensolarada Bahia, com seu povo alegre e carnavalesco, e tampouco o caos paulistano, da pressa e do extremo individualismo. A exposição, com curadoria de Emanoel Araujo, passa longe de lugares comuns, fugindo a estereótipos, mas não por convicção. “A pintura deve ter um linguagem indecifrável. Não deve explicar nada, nem ser reflexo de nenhuma realidade. Não sou um pintor naturalista, tampouco sou escritor, sociólogo ou antropólogo Sou simplesmente artista plástico, pintor”, declara Alemany.

A mudança de ares é crucial na produção artística de Uiso Alemany. “Trabalhei em muitos lugares do mundo. Sempre procurei não ter uma relação epidérmica com as cidades e as pessoas. Quando essas emoções se aprofundam, essa essência se transporta para a obra”, explica. “Não há um critério prévio quando abordo a obra; as coisas vão acontecendo com naturalidade. É como escrever um poema: as palavras vão saindo”, arremata.

Sobre os acasos e a não limitação, inerentes em seu trabalho, o artista diz ainda: “Não tenho vontade de reproduzir, retratar ou explicar lugares e realidades. Acontece que, quando tento racionalizar essas emoções na minha cabeça, me dou conta que a minha mão é que pinta. O resultado pode ser extravagante, mas minha mão tem personalidade própria. Ela pensa e, na maioria dos casos, faz o contrário do que diz a minha cabeça”.

caribeUisoAlemany (1)

Exposição: Uiso Alemany

Curadoria: Emanoel Araujo

Abertura: 27 de agosto de 2013, terça-feira, às 19h

Local: Galeria Sergio Caribé – www.galeriasergiocaribe.com.br

Rua João Lourenço, 79 – Vila Nova Conceição – Tel.: (11) 3842-5135

Horário: segunda a sexta feira, das 10h00 às 19h

Número de obras: 30

Técnica: mista sobre papel e mista sobre tela

Dimensão: diversas

Preço: R$ 10.000 a R$ 60.000

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s